Study your flashcards anywhere!

Download the official Cram app for free >

  • Shuffle
    Toggle On
    Toggle Off
  • Alphabetize
    Toggle On
    Toggle Off
  • Front First
    Toggle On
    Toggle Off
  • Both Sides
    Toggle On
    Toggle Off
  • Read
    Toggle On
    Toggle Off
Reading...
Front

How to study your flashcards.

Right/Left arrow keys: Navigate between flashcards.right arrow keyleft arrow key

Up/Down arrow keys: Flip the card between the front and back.down keyup key

H key: Show hint (3rd side).h key

A key: Read text to speech.a key

image

Play button

image

Play button

image

Progress

1/27

Click to flip

27 Cards in this Set

  • Front
  • Back

Causas do Pioneirismo Português na Expansão Marítima

1. Monarquia Centralizada;


2.Conhecimentos de Navegação;


3.Posição Geográfica Favorável;

Motivos da Expansão Marítima

1. Busca por benefícios materiais;


2. Desejo de conhecer o Novo Mundo;


3. Interesse de diversas classes (Clero, burguesia, comerciantes e nobreza);

Sobre a chegada ao Brasil...

... as opiniões dos historiadores divergem: Mero acaso ou conhecimento prévio?

Ao "descobrir" o Brasil, os portugueses encontraram uma terra povoada por povos indígenas. As caracteristicas gerais da população indígena eram..?

Várias tribos (Aimorés, tupis, tupis-guarani, tupinambas, tremembés.), nem sempre conviviam pacificamente. Economia de subsistência + escambo. Viviam de Caça, Pesca, Coleta de Frutas e Agricultura. Eram politeístas e algumas tribos praticavam o canibalismo.

Impacto da chegada dos portugueses na vida dos índios.

Violência Física;


Violência Cultural;


Doenças/Epidemias;


Escravidão;


Mortes;

Início da Exploração do Brasil

30 anos iniciais;


Exploração do Pau-Brasil;


Sistema de Feitorias;

Sistema de Feitorias

Arrendamento da terra por 03 anos a um grupo de comerciantes de Lisboa, liderados por Fernão de Noronha. Em troca, eles teriam que enviar 06 navios por ano para explorar 300 léguas da costa e construir um a feitoria. O sistema perdurou até 1505, quando a coroa tomou a exploração.

Exploração do Pau Brasil

Mão-de-obra indígena;


Escambo;


Base da economia até 1535;

Tratado de Tordesilhas

Espanha x Portugual (Espanha contestava posse das terras...1492.Antilhas);


Divisão em dois hemisférios (Linha vertical imaginaria, a 370 léguas das Ilhas de Cabo Verde)


Oeste-->Espanha;


Leste-->Portugal

Motivo que deu início a colonização.

Ameaça francesa: França não reconhecia os tratados de partilha.


Defendia o principio de que é possuidor quem de fato ocupa a terra.


Passaram a praticar pirataria ao longo da costa brasileira.

Primeira expedição colonizadora

Martin Afonso de Sousa:Estabelecer colonia, povoar a terra e patrulhar a costa.

Capitanias Hereditárias

15 quinhões de terra (linhas horizontais);


Capitão Donatário: Pequena nobreza, burocratas, comerciantes;


Possuidores, mas não donos das terras;


CD tinham poderes econômicos e administrativos sobre suas terras;


Coroa mantinha o monopólio sobre as drogas e as especiarias;

Sesmaria

Extensão de terra dentro da capitania;


Sesmeiro: posse e cultivo da terra por 05 anos;


Pagamento de tributos;


Limites mal definidos eram motivos para conflitos;



Fracasso das Capitanias

Desentendimentos internos;


Falta de Recursos;


Ataques indígenas;


Inexperiência;


Coroa retoma posse através de compra;

Governo Geral

Centro administrativo;


Apoio às Capitanias;


Sede em Salvador;


Parte da autonomia dos CD passou a ser dos GG;

Tomé de Sousa

1º GG;


Trouxe consigo cerca de mil pessoas;


Tinha instruções para posse e colonização;


Trouxe os primeiros jesuítas;


Fundação do primeiro bispado (Pe. Manuel da Nobrega) e do primeiro colégio do Brasil;


Trouxe alguns animais;


Estimulou a instalação de engenhos;



Duarte da Costa

Mais jesuítas (Pe. José de Anchieta);


Formação dos primeiros centros urbanos e instituições de ensino da colônia;


Invasão dos franceses (ocupação da Baía de Guanabara);

Mem de Sá

Expulsão dos franceses;


Relativa paz entre índios, jesuítas e portugueses;


Fome e varíola na Bahia;

Sistema Colonial Mercantilista

Obtenção e acumulo de metais preciosos;


Política protecionista (estimular exportação de manufaturados);


Pacto Colonial;


Falhas: Contrabando de mercadorias, falta de meios para monopolizar o comércio colonial;



Companhia Geral do Comércio

Inglaterra controlava e protegia as exportações brasileiras em troca de monopólio sobre vinho, bacalhau, azeite e farinha;


Cerca de 36 navios armados;


Em 1694 tornou-se órgão governamental;


Sist. abandonado em 1765 quando o Marquês de Pombal estimulou o comércio e restringiu o papel dos ingleses.

Fases do Sistema Mercantilista

1. Relativa Liberdade Comercial;


2. União das duas coroas (União Ibérica);


3. Livre Comércio;

Economia Colonial

Pau-Brasil: Trabalho indígena, escambo;


Cana de Açúcar: Plantation (Monocultura, latifúndio, trabalho escravo, exportação), comércio triangular;


Drogas do Sertão: região norte, ação jesuítica;


Agricultura: promoveu interiorização;


Pecuária: expansão e interiorização, região centro-sul;

Atividade Açucareira

Núcleo no nordeste;


Bases sólidas entre 1530 e 1540;


Concessão de vantagens para estimular plantio e moenda;


Senhores de Engenhos, Escravos e Homens brancos livres;


Grandes centros: Pernambuco e Bahia;


Instalação e manutenção exigia altos investimentos e dependiam da obtenção e/ou investimentos estrangeiros;

Declínio do Açúcar;

União Ibérica (Brasil proibido de negociar com a Holanda);


Invasão Holandesa: domínio do nordeste por 24 anos;


Fim da União Ibérica e acordo entre Holanda e Portugal;


Holanda passou a produzir açúcar;

Colonização Norte

Lenta e com predomínio do trabalho compulsório indígena;


IMportante campo missionário:


Colonização estimulada por receio de perda territorial para franceses;


Agricultura exportadora fracassou;


Economia com base nas Drogas do Sertão;

Colonização Sul/Sudeste

Ação jesuítica;


Pouco sucesso com atividade açucareira;


Fraca agricultura exportadora, muitos índios, escassez de moeda, disputa entre missionários e colonizadores;


Interiorização:Pecuária;

Bandeiras

Movimento de interiorização.


Motivo: Capitania de São Vicente estava deslocada do ciclo açucareiro.


Homens livres armados e índios aprisionados; Busca de metais preciosos;


Os bandeirantes tinham autonomia em relação a coroa e muitas vezes entravam em conflito com os jesuítas (massacres, guerrilhas, dificuldade de captura indígena);


Passaram a atuar na destruição de quilombos e captura de sobreviventes;